domingo, 25 de dezembro de 2011

Senado contrata 246 com salários de até R$ 23,8 mil

Um dia depois de o Congresso barrar o reajuste dos funcionários públicos no Orçamento de 2012, o Senado abriu na sexta-feira (23) um concurso para contratar 246 novos servidores, com salário inicial de até R$ 23,8 mil.

A remuneração do grupo deve custar R$ 53,3 milhões por ano aos cofres da União.

O edital com as vagas foi publicado no "Diário Oficial" na sexta-feira. O Senado espera que 80 mil candidatos participem do concurso. Foram abertas nove vagas de consultor (salário inicial de R$ 23,8 mil), 133 de analista (R$ 18,4 mil) e 104 de técnico (R$ 13,8 mil).

O Senado informou que o objetivo do concurso é preencher vagas abertas pela aposentadoria de servidores.

fonte

Dilma fixa salário mínimo em R$ 622 e poupa R$ 900 milhões

Ao não elevar o valor do salário mínimo para R$ 625, o governo economizará cerca de R$ 900 milhões no próximo ano, um valor modesto em um Orçamento de mais de R$ 940 bilhões, informa reportagem de Flávia Foreque e Gustavo Patu, publicada na Folha deste sábado (a íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

Salário mínimo será de R$ 622 em janeiro

A presidente Dilma Rousseff assinou ontem o decreto que prevê salário mínimo de R$ 622 a partir de janeiro de 2012. A decisão deve ser publicada no "Diário Oficial da União" no início da próxima semana.

É a primeira vez que a administração petista não arredonda o valor do piso salarial para um múltiplo de R$ 5. Essa prática era seguida, de acordo com as explicações anteriores, para facilitar os saques em caixas eletrônicos.

Desde o segundo mandato do presidente Lula, os reajustes anuais do mínimo têm seguido uma fórmula que combina o INPC acumulado desde o aumento anterior e o crescimento da economia do ano retrasado.

De acordo com lei publicada no início do ano, que também estabeleceu o piso salarial brasileiro em R$ 545, essa metodologia será seguida pelo menos até 2015.

Nenhum comentário: